Domingo, 22 de Outubro de 2017
Busca
 




Notícia
Economia
Polícia indicia os 12 presos na Operação Jules Rimet
Das Agências
Publicado em :09/07/2014 às 15:29
TAMANHO DA LETRA A A A A
Reprodução
PF investiga venda bilhetes

 

O delegado Fábio Barucke, titular da 18ª DP (Praça da Bandeira), indiciou na manhã desta quarta-feira o CEO da Match, Ray Whelan, o franco-argelino Lamine Fofana e outros 10 suspeitos de envolvimento no esquema milionário de venda de ingressos da Copa do Mundo. O inquérito foi entregue ao Ministério Público do Rio e, agora, caberá ao promotor Marcos Kac oferecer denúncia contra o grupo.

 

O delegado Barucke pediu também pela prisão preventiva de todos os indiciados - dois deles estão soltos: Whelan e Marcelo Pavão, beneficiado também nesta terça-feira por habeas corpus com pagamento de fiança.

As decisões foram proferidas pela desembargadora Marilia de Castro Neves Vieira. A magistrada é esposa do Procurador-Geral de Justiça, Marfan Vieira. Mas, segundo a assessoria de imprensa do MP, eles já não são casados há quatro anos.

Whelan pagou R$ 5 mil; Pavão, R$ 4 mil. O inglês foi indiciado por associação criminosa e pelo artigo 41-G do Estatuto do Torcedor. Os demais foram indiciados por cambismo com associação criminosa e lavagem de dinheiro.


 
© 2009 BSB BRASIL - o site de Brasília para o Brasil. Todos os direitos reservados - Fone:(61)3046-8037 - E-mail: comercial@bsbbrasil.com.br